sábado, 5 de novembro de 2016

Em (des)Construção

Como falei há alguns posts atrás, terminei há alguns meses um relacionamento de 6 anos, desde então estou em fase de reconstrução, afinal 6 anos compartilhando uma vida com alguém e de repente notar-se só, é necessário redescobrir-se, é quase um reaprender a viver... Por vezes é dolorido, mas em sua maioria, tem sido bom (até quando dói... E não, isso não é pra soar masoquista rs). Nesses poucos meses que passaram, um zilhão de coisas já aconteceram em minha vida, e boa parte delas me fizeram quebrar vários paradigmas e porque não, preconceitos mesmo, que estavam enraizados, mas silenciados pela comodidade da vida que eu levava.  
Estar sozinha aos 26 anos, talvez seja algo bom, afinal estou conseguindo me descobrir sem dar tanta cabeçada na parede, como acontecia aos 18. A amadurecência, que plantei ao longo de todos esses anos, colhe bons frutos hoje, embora eu esteja bem enrolada em vários aspectos hehe... Mas estou vivendo tudo com uma tranquilidade tão grande, que meu coração esta merecidamente em paz.
Dia desses uma amiga, me enviou via whatsapp, uma imagem que dizia "quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?", talvez ela tenha me enviado isso de forma despretensiosa, mas foi algo que me fez pensar muito. Refleti sobre todos os meses que se passaram desde o fim do namoro, e percebi que fiz muuuuuitas coisas pela primeira vez, logo eu que achava que ficaria de molho por vários meses. O fim, também é inicio. E que início! Que estreia!! :D
Medrosa, embora determinada a me lançar nas coisas, me jogo de peito aberto e fico olhando para ver o que vai dar. Que vida é essa que estou levando, eu não sei. Sei que estou curtindo muito todas as coisas e pessoas que tenho encontrado no caminho, todas as novas amizades e as velhas que se renovam e se fortalecem, todos os beijos, abraços... Desconstruí várias de minhas certezas e não sei o que serei quando por fim, eu estiver novamente refeita e completa. Por enquanto, eu me jogo, como dizia Cazuza "A solidão é pretensão de quem fica escondido, fazendo fita..." :)
 
E sobre primeiras vezes:
 
 

Um comentário:

  1. Eu também passei por algo assim e quando eu me libertei da pessoa, eu me senti com 16 anos novamente. Me senti nova, foi como se um feitiço fosse desfeito na minha vida. Desejo um tempo de muitos novos começos, principalmente aqueles que vão trazer muito sucesso!
    Beijos!
    Querido Deus obg por me exportar

    ResponderExcluir