quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

"Eu nunca cometo pequenos erros, enquanto eu posso causar terremotos"

Eu voltava para casa de ônibus naquela noite, os pingos da chuva de verão molhavam as janelas e eu ouvia qualquer música, que não me lembro mais, só apenas que era do Matchbox Twenty. Sim, eu gosto dessas músicas melosas que eles fazem. Eu não era apaixonada por você, mas gostava de pensar em você, ouvindo esse som.
Seu perfume impregnado em cada canto meu, tuas mãos que se deixassem marcas, eu as teria por todo o corpo. Eu pensava em você e no quão sacana eu estava sendo com ele. Mas ainda assim, eu me perdia quando lembrava teu jeito sexy de sorrir, de abrir minha blusa enquanto me beijava. De olhar meus olhos procurando me encabular, enquanto dizia qualquer bobagem. Lembro das repetidas vezes em que você me chamou de louca, fingindo não saber que era você e teus toques que me conduziam a isso. Lembro que não me deixou gostar de você do meu jeito. Exigia coisas que eu não podia e não seria capaz de te dar. Não que eu não quisesse, claro que queria. Talvez fosse o momento errado, não sei. Você sabia que minha vida enrolada, requeria um pouco de paciência. Coisa que você pouco teve. Mas onde chegaríamos, não é mesmo? Éramos para uma ou outra noite, nada mais. E eu não gostava disso, nem você. Talvez por isso nos deixamos levar e prorrogamos o quanto foi possível. Passamos todo aquele tempo no escuro, fugindo, fingindo...
Te evitar para que ninguém percebesse, era a pior parte. Como estar ao teu lado e não segurar tua mão? Como não beijar alguém que eu desejava tanto? Até os olhares eu evitei, pois era tanto desejo que qualquer, por mais bobo que fosse, perceberia. Nos restava as madrugadas, os recados, os becos, as praças, os quartos e todos os lugares que nos coubesse.

Meses depois larguei você, eu decidi! Mas nunca esqueci quando no inverno, teus abraços vinham quentes e nossos corpos nus eram tão eficientes contra o frio, quanto nossos casacos.



"Onde queres ternura, eu sou tesão..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário