quarta-feira, 3 de junho de 2015

Do céu só cai chuva... E cocô de passarinho

Meu otimismo às vezes peca. A maior parte do tempo sou otimista, sou bem humorada, não porque a vida ajuda, óbvio que não, mas por opção. Vontade de acordar, mesmo que as 5 da manhã, pegar metrô e ônibus lotado, aguentar o empurra-empurra dos mal educados e ainda assim, sorrir. Só pra destoar dessa maluquice toda, só pra manter o humor, a sanidade e ser alguém legal. Ninguém é obrigado a aguentar meu mal humor e minhas reclamações, nem eu. Acho que ser alegre e estar bem é questão de escolha. Mas tem horas que isso me foge, e como todo cerumano normal, eu caio na merda do mal humor. Treino a paciência e tenho mandado muito bem. Tenho engolido muita coisa chata e driblado bem, sou o Messi em campo, driblado as chatices do dia a dia. Marco muito gol, mas tem horas que a bola vai pela linha de fundo, é tiro de meta e eu perco. A paciência me escapa, e eu fico muito puta com as coisas. Mas aos pouco me refaço e volto a campo.
Estive pensando muito e acho que está na hora daquela "reviravolta" na vida, oportunidades, coisas novas, é disso que preciso. Paixão. Sabe, coração ansioso, batendo acelerado? E não tô falando (apenas) de paixão romântica não, estou falando de NOVIDADE. Só que não dá pra ficar esperando o dia que vou levantar uma pedra e encontrar lá a oportunidade, ou esperar ela cair do céu. Porque não vai! A vida não vai me trazer nada, sou quem vou criar as coisas, as oportunidades e fazer essa porra toda acontecer. Só espero encontrar meu caminho, seja lá qual for...

Nenhum comentário:

Postar um comentário