quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Sobre essa doideira que foi 2014

2014 foi o ano que olhou em minha cara, apontou o dedo e disse "levanta essa bunda dessa zona de conforto e vai viver, tá pensando o quê, sua gorda preguiçosa?!" E eu como boa aprendiz, fui... E vivi! 

Comecei o ano em Minas Gerais, tomando um bom banho de cachoeira pra limpar a alma e me preparar para o que viria. Andei por Minas, conheci lugares fantásticos, paisagens incríveis e  a partir dai, cai de cabeça em 2014.

Escrevendo esse texto,  me lembrei quando na missa de Natal desse ano o padre falou "Neste momento fechem seus olhos e façam um pedido..." Fechei meus olhos e tentei pensar em um pedido, mais tudo que vinha em minha mente era GRATIDÃO! Então agradeci por tudo que me aconteceu neste ano, por todas as pedras, os choros, tropeços, por todas as vezes que a vida me derrubou, me bateu, me machucou. Tudo, cada pedacinho desse ano, que diga-se de passagem NÃO FOI FÁCIL, de fato foi um ano duro, me fez forte, me ensinou a perdoar os outros e também a ME PERDOAR (algo extremamente importante), a me observar, aceitar, me fez alguém melhor, mais simpática, segura, me fez pouco mais agradável. 

2014 me ensinou a refletir mais, a dar tempo as coisas (mas isso preciso trabalhar com mais afinco em 2015, Rs), me ensinou a arte da PACIÊNCIA (gratidão extra por isso rsrs) me mostrou que o sofrimento vem sim, a tristeza vem sim, as pessoas te decepcionam sim, mas que meu levantar vai depender do modo que vejo e recebo as coisas. Me ensinou a lutar contra as dificuldades, e contra o oponente mais difícil: minha teimosia, minha vontade de fazer bobagem, de ir pelo caminho contrário, de relembrar e amargurar em coisas passadas.

Foi um ano que me apresentou a pessoas maravilhosas e queridas. Vivi momentos incríveis, coisas que muitas vezes foram simples, como uma piada de uma amiga em um metrô lotado, que diminuiu a tensão e o estresse, ou uma conversa no whats com uma amiga em um dia chato de trabalho, que aliviou a rotina. Entre tantos outros momentos: as risadas com meu irmão, as atrapalhadas na facul, as bobices com meus pais, as partidas de dominó com o sogro.. Etc.

Gratidão pelos amigos unidos (alguns, mesmo que distantes. Um salve, para meus chatinhos distantes de BA, RS, RJ, PB, MG.... E para aqueles que estão  distantes mas moram na mesma cidade que eu --')

Me ensinou a dar valor para as pessoas que realmente merecem e me mostrou quem são elas. 

Me ajudou a ver a vida de modo espetacular. Eu que sempre fui uma apreciadora apaixonada pela vida, me tornei pouco mais. 


Resumindo tudo, foi um ano lindo!

Que venha 2015, eu estou preparada! E meu único desejo não é por cargas leves, mas por ombros fortes. 


"2015 será ainda pior... Para quem estiver no nosso caminho"

Nenhum comentário:

Postar um comentário